Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável
  • Ativos Ambientais
    Projetos e estudos para o desenvolvimento sustentável por meio do uso consciente dos recursos naturais.
  • Agricultura Sustentável
    Projetos e interface entre diferentes atores para a criação de uma agricultura confiável e sustentável.
  • Sustentabilidade Urbana
    Projetos que buscam equacionar a sustentabilidade dos grandes centros urbanos no médio e longo prazos.

Uso Sustentável de Recursos Naturais

CESP - Centro de Estudos de Plantas Aquáticas

O Projeto - Proposta e Objetivo
Desenvolver metodologias para o controle da proliferação de plantas aquáticas em reservatórios de água, testando-as em situação real nos reservatórios de Jupiá, Ilha Solteira e Três Irmãos.

Passos do Projeto
Na área de Planejamento, Estudos e Projetos de Gestão Ambiental:

  • Diagnóstico ambiental;
  • Estudos de hidrologia e balanço hídrico;
  • Coleta de amostras e análises laboratoriais (33 parâmetros);
  • Caracterização limnológica do ecossistema;
  • Desenvolvimento de índices de qualidade de água correlacionados com problemas de eutrofização.

Na área de Pesquisas Básicas:

  • Biologia e Ecologia das plantas aquáticas;
  • Fisiologia das plantas aquáticas;
  • Controle da eutrofização.

Na área de Banco de Dados Georeferenciados:
Criar um banco de dados georeferenciados abrangendo mapas temáticos com tratamento digital, na escala 1:100.000 e 1:250.000. Os mapas - Base Cartográfica, Cobertura Vegetal, Conflitos de Uso do Solo e outros - poderão ser manipulados e integrados entre si.

Controle de campo (experimentos em situação real nos reservatórios):

  • Controle químico: através da utilização de herbicidas especiais, verificando sua eficácia e degradação nas diferentes condições de água.
  • Controle biológico: utilização de inimigos biológicos (fungos e predadores), verificando e testando as medidas de segurança necessárias.
  • Controle mecânico: utilização de equipamento e tecnologias para retirada das plantas e estudo da disposição final do material, com ênfase na identificação de usos comerciais.
  • Manejo da eutrofização: crescimento controlado de algumas espécies de plantas aquáticas (sistemas de wetlands contruídos) em locais de fácil acesso e remoção, evitando a proliferação de espécies indesejadas em locais de difícil acesso e controle.

Modelagem Matemática:
A partir dos estudos realizados e das experiências de campo, foi construído um modelo matemático, englobando cada alternativa de controle isoladamente e as diferentes combinações entre elas, relacionando eficácia e custos.

Histórico
A proliferação de plantas aquáticas nas represas da CESP tem prejudicado a produção de energia elétrica, trazendo prejuízos técnicos e econômicos. O problema vem crescendo de ano a ano e, em alguns dias de janeiro de 1999, 60% das máquinas da hidrelétrica de Jupiá ficaram sem funcionar em decorrência do entupimento das grades por plantas aquáticas. A falta de energia para o Estado de São Paulo, durante a crise, foi suplementada por Itaipu, com prejuízos econômicos para a CESP. A divisão de meio-ambiente da CESP propôs, então, a criação de um Centro de Estudos de Plantas Aquáticas, coordenado pela FBDS, funcionando em cooperação com a UNESP/Campus de Botucatu e firmas especializadas.

Resultados do Projeto
Os resultados preliminares, com a utilização de herbicidas especiais, têm demonstrado eficiência no controle da planta problema (Egeria densa).

Com respeito ao controle biológico, foram identificados fungos patógenos para as plantas estando, no momento, sendo feitos estudos aprofundados sobre os mesmos.

Foi importada uma máquina colhedora de plantas aquáticas que está entrando em funcionamento para os testes de eficiência e cálculos de custo-benefício.

Estão sendo simuladas as condições do reservatório de Jupiá em escala de campo, procurando-se verificar o controle do crescimento de Egeria densa utilizando plantas aquáticas flutuantes para o controle da eutrofização e sombreamento.

Recomendação Final:
O controle que deu melhores resultados foi o mecânico que está atualmente sendo utilizado.

Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável
Rua Engenheiro Álvaro Niemeyer, 76
CEP 22610-180
Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel. +55 (21) 3322-4520
Fax +55 (21) 3322-5903
fbds@fbds.org.br

webTexto é um sistema online da Calepino